[1]
“Classificadores Digitais Automáticos para Mapeamento de Bioindicadores Vegetais de Restingas: Estudo de Caso no PARNA da Restinga de Jurubatiba, RJ, Brasil”, BOAARL, vol. 9, nº 2, p. 125–143, dez. 2015, Acessado: 21º de julho de 2024. [Online]. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/2177-4560.v9n215-09