Tanque Séptico de Bombonas: Um Sistema Individual de Esgotamento Sanitário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/2177-4560.v16n12022p2-22

Palavras-chave:

Saneamento Básico, Esgotamento Sanitário, Tanque Séptico de Bombonas

Resumo

O saneamento básico é considerado como um conjunto de ações que objetivam prevenir doenças e promover a saúde da população. No entanto, apenas 55,00% da população urbana brasileira e 31,30 % dos domicílios rurais dispõem de soluções apropriadas para o tratamento dos efluentes domésticos gerados. Este artigo tem como objetivo orientar futuras replicações do sistema de tanque séptico de bombonas para residências com até 5 moradores em regiões sem esgotamento sanitário adequado. Os materiais necessários à instalação são bombonas plásticas de 240 L, com tampa de rosca, tubos e conexões de PVC e brita. A unidade destinada ao tratamento é o TSB, enquanto a vala de infiltração corresponde a unidade complementar de tratamento e disposição final de efluentes. A retirada, tratamento e disposição de lodo também é previsto no sistema. Com as instruções de fácil entendimento e ilustrações sobre o sistema de TSB é possível futuras replicações do sistema em regiões sem esgotamento sanitário adequado.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Iago Prado Cardoso, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
    Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – Teófilo Otoni/MG - Brasil (2022). Bacharel em Ciência e Tecnologia.
  • Breno Rodrigues Fonseca, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
    Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – Teófilo Otoni/MG - Brasil. Bacharel em Engenharia Hídrica (2018); Bacharel em Ciência e Tecnologia (2014); Bacharel em Engenharia Civil (2016).
  • Igor Queiroz, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
    Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – Teófilo Otoni/MG - Brasil. Bacharel em Ciência e Tecnologia (2019); Bacharel em Engenharia Civil (2021).
  • Elton Santos, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
    Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Doutor em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor/Pesquisador no Instituto de Ciência, Engenharia e Tecnologia (ICET) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) Campus do Mucuri – Teófilo Otoni/MG – Brasil.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (Brasil). Atlas esgotos: despoluição de bacias hidrográficas. Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental. Brasília: ANA, 2017.

ANDREOLI, C. V. (Coord.). Lodo de fossa e tanque séptico: caracterização, tecnologias de tratamento, gerenciamento e destino final. Rio de Janeiro: ABES, 2009. 388p.: il.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7.229: Projeto, construção e operação de sistemas de tanques sépticos: procedimentos. Rio de Janeiro: ABNT, 1993.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 8.160: Sistemas prediais de esgoto sanitário: Projeto e execução. Rio de Janeiro: ABNT, 1999.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12.209: Elaboração de projetos hidráulico-sanitários de estações de tratamento de esgotos sanitários. Rio de Janeiro, 2011.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13.969: Tanques sépticos: unidades de tratamento complementar e disposição final dos efluentes líquidos: Projeto, construção e operação. Rio de Janeiro: ABNT, 1997.

NETTO, J. M.; FERNANDEZ, M. F.; ARAÚJO, R. de; ITO, A. E. Manual de hidráulica. 9.ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2015.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 21 dez. 2018.

BRASIL. Lei nº. 11.445 de 05 de janeiro de 2007. Estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11445.htm>. Acesso em: 21 jan. 2018.

BRASIL. Mistério das Cidades. Secretária Nacional de Saneamento Ambiental - SNSA. Sistemas Nacional de Informações sobre Saneamento: Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos - 2014. Brasília: SNSA/MCIDADES, 2016. 212 p.:il.

CABRAL, J. J. S. P.; AGUIAR, S. R. de; OLIVEIRA, M. A. Projeto piloto de uma caixa de descarga eficiente, econômica e à prova de vazamentos. Engenharia Sanitária Ambiental. 2017, vol.22, n.5, pp.953-959. Epub Apr 20, 2017.

CARDOSO, I. P.; FRANCO, E. S.; SANTOS, C. J. dos; PINHEIRO, J. P. O.; SANTOS, L. V. dos; OLIVEIRA, A. F. de. Manual de Instalação de Tanque Séptico Econômico: um sistema prático, econômico e eficiente. Revista Científica Vozes dos Vales, Diamantina, UFVJM, n. 11, Ano VI, mai. 2017.

CARRILHO, S. M. A. V.; CARVALHO, E. H. Avaliação da disposição de lodos de fossa e tanque sépticos em lagoas de estabilização que tratam lixiviados de aterro sanitário. Engenharia Sanitária e Ambiental, v.21, n.1, p. 183-196, jan./mar. 2016.

CHERNICHARO, C. A. de L. Reatores anaeróbios. 2. ed. ampl. e atual. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. 379 p.: il. – (Princípios do tratamento biológico de águas residuárias; v. 5).

CORNELLI, R.; AMARAL, F. G.; DANILEVICZ, A. de M. F.; GUIMARÃES, L. B. de M. Métodos de tratamento de esgotos domésticos: Uma revisão sistemática. Revista de estudos ambientais (Online), v.16, n. 2, p.20-36, jul./dez. 2014.

FRANCO, E. S.; ASSIS, L. E. de; FERREIRA, A. de C. P.; LUIZ, T. A. Desenvolvimento de sistemas econômicos de tratamento de efluentes domésticos por sistemas de Tanques Sépticos em localidade não atendida pela rede coletora de Bela Vista de Minas, Minas Gerais, Brasil. Revista Científica Vozes dos Vales, Diamantina, UFVJM, n. 09, Ano V, mai. 2016.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE (Brasil). Manual de saneamento. 3. ed. rev. Brasília: FundaçãoNacional de Saúde, 2006.

MASSOUD, M. A.; TARHINI, A.; NASR, J. A. Decentralized approaches to wastewater treatment and management: Applicability in developing countries. Journalof Environmental Management, 90, 2009, 652–659.

OKAMURA, E. Economia de água em bacias sanitárias. Revista Ciências do Ambiente. Fevereiro, 2006. Volume 2, Número 1.

PIMENTA, H. C. D.; TORRES, F. R. M.; RODRIGUES, B. S.; JÚNIOR, J. M. da R. O esgoto: A importância do tratamento e as opções tecnológicas. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 22.,2002, Curitiba. Anais... Curitiba: ENEGEP, out. 2002. p.1-8.

RESENDE, R. G.; FERREIRA, S.; FERNANDES, L. F. R. O saneamento rural no contexto brasileiro. Revista Agrogeoambiental, Pouso Alegre, v. 10, n. 1, mar. 2018.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 4. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014. 472 p.: il. - (Princípios do tratamento biológico de águas residuárias; v. 1).

Downloads

Publicado

31-12-2022

Como Citar

Tanque Séptico de Bombonas: Um Sistema Individual de Esgotamento Sanitário. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 2–22, 2022. DOI: 10.19180/2177-4560.v16n12022p2-22. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/15499.. Acesso em: 21 jul. 2024.