A terceira “transposição” de águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul: um conflito federativo em meio à escassez hídrica

Autores

  • Marcelo dos Santos Ferreira Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Palavras-chave:

Transposição de águas. Interligação de reservatórios. Rio Paraíba do Sul. Conflito Federativo. Escassez hídrica.

Resumo

A bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul abrange os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, permitindo os usos múltiplos e a segurança hídrica para 183 cidades. Em meio à escassez hídrica, o estado de São Paulo, em março de 2014, solicitou a transferência de 5m3/s das águas do rio Jaguari para complementar os baixos níveis dos reservatórios do sistema Cantareira. Fortes reações vieram do Rio de Janeiro e São Paulo, gerando um conflito federativo. Um acordo interestadual permitiu a intervenção sob condições. Muitos atores foram envolvidos. Neste artigo abordaremos as nuances da visão opositora ao projeto. 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Marcelo dos Santos Ferreira, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
    Marcelo dos Santos Ferreira - Bacharel em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Engenheiro da Associação Pró-gestão das águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul (AGEVAP), Resende/RJ - Brasil. Email: sf.marcelo@gmail.com

Downloads

Publicado

05-06-2015

Edição

Seção

Artigos originais

Como Citar

A terceira “transposição” de águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul: um conflito federativo em meio à escassez hídrica. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 7–34, 2015. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/2177-4560.v9n115-01.. Acesso em: 21 jul. 2024.