Reutilização do efluente de piscicultura para fertirrigação: uma alternativa ambiental e economicamente rentável

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/2177-4560.v16n12022p161-180

Palavras-chave:

Adubação orgânica, Irrigação, Integração, Nutrientes, Solo

Resumo

A intensificação da produção de organismos aquáticos quando conduzida de forma inadequada pode levar a um aumento do impacto ambiental em termos de produção de dejetos, com isso, uma forma de minimizar tais fatores, é o reuso da água com vistas à racionalização deste recurso natural. Esta revisão aborda a questão da utilização das águas residuárias de piscicultura na irrigação de culturas agrícolas, mostrando ser uma prática de grande potencial gerando maior produtividade para o agricultor, possibilitando o desenvolvimento de mais de uma atividade econômica adotando o reaproveitamento da água. A estruturação dos dados foi realizada por meio de revisão de literatura com base em trabalhos técnico-científicos divulgados, utilizando ferramentas disponíveis na web como Google Acadêmico, Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Web of Science (WoS). As águas residuárias contém elevados teores de nutrientes advindos da ração, excretas e metabólitos dos peixes, principalmente nitrogênio e fósforo, que em quantidades elevadas na água, podem levar à eutrofização dos corpos d’água. Irrigar culturas agrícolas com a água residuária proveniente de piscicultura evita a necessidade do lançamento desses efluentes nos ambientes naturais e em contrapartida os produtos vegetais acabam por utilizar esses nutrientes disponíveis na água para seu metabolismo/crescimento, funcionando como fertirrigação, o que faz com que os produtores reduzam seus custos com fertilizantes. Ressalta-se a necessidade de mais estudos científicos nessa temática, para tornar possível e dar maior visibilidade desta prática aos produtores, na tentativa de que este sistema seja adotado como modelo de integração.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Thaise Mota Sátiro, Instituto Federal de Eduação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais - campus Rio Pomba
    Graduanda em bacharel em Zootecnia.
  • Diego Maia Zacardi, Universidade Federal do Oeste do Pará
    Doutor e Mestre em Ecologia Aquática e Aquicultura pela Pós-Graduação em Ciência Animal (PPGCAN) pela UFPA/UFRA/EMBRAPA Amazônia Oriental. Professor Adjunto da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA).
  • Onofre Barroca de Almeida Neto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais
    Doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa, Brasil.Professor do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, Brasil.

Referências

ABDELRAOUF, R. E.; RAGAB, R. The benefit of using drainage water of fish farms for irrigation: field and modelling study using the SALTMED model. Irrigation and Drainage, v. 66, n. 5, p. 758-772, 2017.

ALVES, M. M. Uso da semente de Moringa oleífera no tratamento físico-químico de água residuária de piscicultura. Londrina, 66 f. Monografia (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2015.

ÂNGELO, F. A. Qualidade da água para irrigação no desempenho de gramíneas forrageiras no semiárido paraibano. Patos, 55 f. Tese (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Campina Grande, 2009.

AUGUSTO, L. G. S. et al. O contexto global e nacional frente aos desafios do acesso adequado à água para consumo humano. Revista ciência e saúde coletiva, v. 17, n. 6, p. 1511-1522, 2012.

BARBOSA, J. E. L. et al. Aquatic systems in semi-arid Brazil: limnology and management. Acta Limnologica Brasileira, v. 24, n. 1, p. 103-118, 2012.

BASTOS, R. K. X., & MARA, D. D. Irrigacion de hortalizas com águas residuales: Aspectos sanitários. In: Congreso interamericano de ingenieria sanitaria y ambiental (pp. 22-8). Buenos Aires: Argentina, 1992.

BEDBABIS, S. et al. Effect of irrigation with treated wastewater on soil chemical properties and infiltration rate. Journal of Environmental Economics Management, v. 133, n. 1, p.45-50, 2014.

BERTONCINI, E. I. Tratamento de Efluentes e Reúso da Água no Meio Agrícola. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária, v. 1, n. 1, p. 152-169, 2008.

BILLARD, R., SERVRIN-REYSSAC, J. Les impacts negatoifs et positifs de la pisciculture détang sur lénvironnement. In: G. Barnabé & P. Kestemont (Eds.). Production, Environment and Quality (pp. 17-29). Belgium: European Aquaculture Society Special Publication, 2016.

CAPRA, A., SCICOLONE, B. Emitter and filter for wastewater reuse by drip irrigation. Agricultural Water Management, v. 68, n.2, p. 135-149, 2004.

CARDOSO, A. S., EL-DEIR, S. G., CUNHA, M. C. C. Bases da sustentabilidade para atividade de piscicultura no semiárido de Pernambuco. Interações, v. 17, n. 4, p. 645-653, 2016.

CARMO, R. L. et al. Água virtual, escassez e gestão: O Brasil como grande exportador de água. Ambiente & sociedade, v. 10, n. 1, p. 83-96, 2007.

CASILLAS-HERNÁNDEZ, R. et al. Nutrient mass balances in semi-intensive shrimp ponds from Sonora, Mexico, using two feeding strategies: trays and mechanical dispersal. Aquaculture, v. 258, n. 1-4, p. 289-298, 2006.

CASTRO, R. S. et al. Produtividade do tomate cereja cultivado em sistema orgânico, irrigado com efluente de piscicultura. Horticultura Brasileira, v. 21, n. 2, Suplemento CD, 2003.

CHAVES, S. W. P., SILVA, I. J. Integração da piscicultura com a agricultura irrigada. Thesis São Paulo, v. 6, n. 1, p. 9-17, 2006.

COLT, J. Aquacultural production systems. Journal of Animals Science, v. 69, n. 1, p. 4183-4192, 1991.

COMEAU, Y. et al. Phosphorus removal from trout farm effluents by constructed wetlands. Water Science and Technology, v. 44, n. 11-12, p. 55-60, 2001.

COSTA, F. X. et al. Efeitos residuais da aplicação de biossólidos e da irrigação com água residuária no crescimento do milho. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, n. 6, p. 687-693, 2009.

COSTA-VARGAS, S. M. V., MARA, D. D., VARGAS-LOPES, C. E. Residual fecal contamination on effluent irrigated lettuce. Water Science Technology, v. 24, n. 9, p. 89-94, 1991.

CUNHA, A. H. N. et al. O reuso de água no Brasil: a importância da reutilização de água no país. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 13, p. 1225-1248, 2011.

ERTHAL, V. J. et al. Características fisiológicas, nutricionais e rendimento de forrageiras fertigadas com água residuária de bovinocultura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 5, p.458-466, 2010.

FAGGION, F., OLIVEIRA, C. A. S., CHRISTOFIDIS, D. Uso eficiente da água: uma contribuição para o desenvolvimento sustentável da agropecuária. Pesquisa Aplicada & Agrotecnologia, v. 2, n. 1, p. 187-190.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. The State of World Fisheries and Aquaculture 2016: contributing to food security and nutrition for all. Rome, Itália, 2016.

FORCHINO, A. et al. Evaluating the influence of off-shore cage aquaculture on the benthic ecosystem in Alghero Bay (Sardinia, Italy) using AMBI and M-AMBI. Ecological Indicators, v. 11, n. 5, p. 1112-1122, 2011.

FURTADO, F. M. V. Característica do solo, crescimento e composição química do capim-tifton sob adubação e irrigação com água residuária da piscicultura. Fortaleza, 62 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal do Ceará, 2015.

GOOLEY, G. J.; GAVINE F. M. Integrated Agri-aquaculture Systems. A Resource Handbook for Australian Industry Development: Rural Industry Research and Development Corporation, 2003.

GIL, I., ULLOA, J. J. Positive aspects of the use of water: the reuse of urban wastewater and its effect on areas of tourism. Options méditerr, v. 31, n. 1, p. 218-229, 1997.

GRIGORAKIS, K.; RIGOS, G. Aquaculture effects on environmental and public welfare–the case of Mediterranean mariculture. Chemosphere, v. 85, n. 6, p. 899-919, 2011.

CHALLOUF, R. et al. Environmental assessment of the impact of cage fish farming on water quality and phytoplankton status in Monastir Bay (eastern coast of Tunisia). Aquaculture international, v. 25, n. 6, p. 2275-2292, 2017.

HESPANHOL, I. Potencial de reuso de água no Brasil: Agricultura, indústria, municípios, recarga de aquíferos. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 7, n. 4, 75-95, 2002.

JANG, T. I. et al. Assessing nutrient losses of reclaimed wastewater irrigation in paddy fields for sustainable agriculture. Agriculture Water Management, v. 10, n. 4, p. 235-243, 2012.

KERAITA, B., JIMÉNEZ, B., DRECHSEL, P. Extent and implications of agricultural reuse of untreated, partly treated and diluted wastewater in developing countries. Reviews Perspectives in Agriculture, Veterinary Science, Nutrition and Natural Resources, v. 3, n. 58, 1-15, 2008.

KUBITZA, F. Qualidade da água na produção de peixes. Jundiaí: Divisão de Biblioteca e Documentação - Campus “Luiz de Queiroz” USP, 2009.

KUBITZA, F. Aquicultura no Brasil: principais espécies, áreas de cultivo, rações, fatores limitantes e desafios. Panorama da Aquicultura, v. 25, n. 150, 11-18, 2015.

LÉON, G. S., CAVALLINI, J. M. Tratamento e uso de águas residuárias. Campina Grande: Universidade Federal da Paraíba, 1999.

LIMA, E. L. R. Qualidade da água e dos efluentes em viveiros de reprodução de Astyanax lacustris (Reinhardt, 1874) na Estação de Piscicultura de Paulo Afonso – BA, Recife, 62 f. Dissertação (Mestrado em Recursos pesqueiros e Aquicultura) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2010.

LIMA, C. B. Utilização de efluente de piscicultura na irrigação de pimentão cultivado com fosfato natural e esterco bovino, Rondônia, 55 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, 2007.

LIRA, R. M. ET AL. A utilização de águas de qualidade inferior na agricultura irrigada, Revista Geama, Environmental Sciences, v. 1, n. 3, p. 841-862, 2015.

MACEDO, C. F., SIPAÚBA-TAVARES, L. H. Comunidade planctônica em viveiros de criação de peixes com distribuição sequencial. Boletim do Instituto de Pesca, v. 31, n. 1, p. 21-27, 2005.

MACEDO, C. F., SIPAÚBA-TAVARES, L. H. Eutrofização e qualidade da água na piscicultura: consequências e recomendações. Boletim do Instituto de Pesca, v. 36, n. 2, p. 149-163, 2010.

MAIA, S. S. S. et al. Efeito do efluente de viveiro de peixe na composição de biofertilizantes na cultura da alface. Revista Verde, v. 3, n. 2, 36-43, 2008.

MALLASEN, M., BARROS, H. P. Interferência de uma piscicultura em tanques-rede na concentração de nutrientes na água. In: AquaCiência (pp. 33-47). Maringá: Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática, 2008.

MPA - Ministério da Pesca e Aquicultura. Boletim Estatístico da Pesca e Aquicultura: 2008-2009. Brasília: Ministério da Pesca e Aquicultura, 2010.

MARANHÃO, C. M. A. et al. Productive traits of Brachiaria grass subject tocutting intervals and nitrogen fertilization over three seasons. Acta Scientiarum Animal Science, v. 32, n. 1, p. 375-384, 2010.

MARISCAL-LAGARDA, M. M. et al. Integrated culture of white shrimp (Litopenaeus vannamei) and tomato (Lycopersicon esculentum Mill) with low salinity groundwater: management and production. Aquaculture, v. 366, n. 1, p. 76-84, 2012.

MARQUES, E. A. T. Piscicultura e sistema de wetland construída no semiárido: características e potencialidades, Recife, 206 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Pernambuco, 2017.

MATOS, A. T. ET AL. Capacidade extratora de plantas em sistemas alagados utilizados no tratamento de águas residuárias de laticínios. Revista brasileira e engenharia agrícola e ambiental, v. 14, n. 12, p.1311-1317.

MATOS, A. T., ABRAHÃO, S. S.; PEREIRA, O. G. Desempenho agronômico de capim tifton 85 (Cynodon spp.) cultivado em sistemas alagados construídos utilizados no tratamento de água residuária de laticínios. Revista Ambiente e Água, v. 3, n. 1, p. 43-53, 2008.

MEDEIROS, F. Piscicultura no Brasil - Associação Brasileira de Piscicultura. Anuário PeixeBR da Piscicultura, v. 1, n. 1, p. 22-29, 2018.

MEDEIROS, S. S. et al. Utilização de água residuária de origem doméstica na agricultura: Estudo do estado nutricional do cafeeiro. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 2, p. 109-115, 2008.

MERCANTE, C. T. J. et al. Qualidade da água em viveiro de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus): caracterização diurna de variáveis físicas, químicas e biológicas, São Paulo, Brasil. Bioikos, v. 21, n. 2, p. 79-88, 2007.

MIRANDA, F. R. et al. Uso de efluentes da carcinicultura na irrigação de Panicum maximum cvs. Tanzânia e Mombaça. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 1, p. 46-52, 2010.

MOHEDANO, R. A. Tratamento de efluente e produção de alimento, em cultivo de tilápias (Oreochromis niloticus), através da macrófita aquática Lemna valdiviana (Lemnaceae) – uma contribuição para a sustentabilidade da aquicultura, Florianópolis, 44 f. Dissertação (Mestrado em Aquicultura) – Universidade Federal de São Carlos, 2004.

MOJID, M. A., BISWAS, S. K., WYSEURE, G. C. L. Interaction effects of irrigation by municipal wastewater and inorganic fertilisers on wheat cultivation in Bangladesh. Field Crops Research, v. 134, n. 1, p. 45-50, 2012.

MONTANHINI NETO, R., OSTRENSKY, A. Nutrient load estimation in the waste of Nile tilapia Oreochromis niloticus (L.) reared in cages in tropical climate conditions. Aquaculture research, v. 46, n. 6, p. 1309-1322, 2015.

NASCIMENTO, T. S. ET AL. Irrigação com efluente de piscicultura no cultivo de mudas de tomate. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v. 10, n. 4, p. 866-874, 2016.

NUVOLARI, A. Esgoto sanitário: Coleta, transporte, tratamento e resíduo agrícola. São Paulo: Edgard Blucher, 2003.

OSTRENSKY, A., BORGHETTI, J. R., SOTO, D. Aquicultura no Brasil, o desafio é crescer. Brasília: Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, 2008.

PALESE, A. M. et al. Irrigation of olive groves in Southern Italy with treated municipal wastewa-ter: effects on microbiological quality of soil and fruits. Agriculture Ecosystems Environment, v. 129, n. 1, p. 43-51, 2009.

PAZ, V. P. S., TEODORO, R. E. F., MENDONÇA, F. C. Recursos hídricos, agricultura irrigada e meio ambiente. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 4, n. 3), p. 465-473, 2000.

QUEIROZ, J. F., BOEIRA, R. C., SILVEIRA, M. P. Coleta e preparação de amostras de sedimentos de viveiros de aquicultura. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2004.

Resolução CNRH N° 54/2005 – Conselho Nacional de Recursos Hídricos, 2005. Disponível em: http://www.cnrh.gov.br/reuso-de-agua-recursos-hidricos/37-resolucao-n-54-de-28-de-novembro-de-2005/file. Acesso em: 22/11/2020.

ROCHA, F. A., SILVA, J. O., BARROS, F. M. Reuso de águas residuárias na agricultura: A experiência israelense e brasileira. Enciclopédia Biosfera, v. 6, n. 1, p. 1-9, 2010.

ROCHA, G. P. et al. Adubação nitrogenada em gramíneas do gênero Cynodon. Ciência Animal Brasileira, v. 3, n. 1, p. 1-9, 2002.

RODRÍGUEZ-LIÉBANA, J. A. et al. Irrigation of a Mediterranean soil under field conditions with urban wastewater: effect on pesticide behaviour. Agriculture Ecosystems Environment, v. 185, n. 2, p. 176-185, 2014.

SAMPAIO, S. C., DAMASCENO, S., FAZOLO, A. Uso de águas residuárias de agroindústrias suinocultura. In: Workshop Uso e Reuso de Águas de Qualidade Inferior: Realidades e Perspectivas (pp. 232-267). Campina Grande: UFCG/UEPB, 2005.

SANDRI, D., MATSURA, E. E., TESTEZLAF, R. Desenvolvimento da alface Elisa em diferentes sistemas de irrigação com água residuária. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 11, n. 1, p. 17-29, 2007.

SANTOS, E. S. et al. Avaliação da sustentabilidade ambiental do cultivo de peixes ornamentais com reuso de água. Conexões, ciência e tecnologia, v. 9, n. 3, p. 15-23, 2015.

SANTOS, F. J. S. Cultivo de tilápia e uso de seu efluente na fertirrigação de feijão vigna, Paraíba, 153 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Campina Grande, 2009.

SÁTIRO, T. M. et al. Uso da água residuária de piscicultura como fertirrigação na forrageira zuri: avaliação do teor de proteína bruta. In: 29o Congresso Brasileiro de Zootecnia. 2019.

SCHULTER, E. P., VIEIRA FILHO, J. E. R. Evolução da piscicultura no Brasil: diagnóstico e desenvolvimento da cadeia produtiva de tilápia. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2017.

SILVA, M. S. G. M.; LOSEKANN, M. E., HISANO, H. Aquicultura: manejo e aproveitamento de efluentes. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2013.

SOARES, A. A., BATISTA, R. O., SOUZA, J. A. A. Aspectos técnicos da irrigação com águas de qualidade inferior. In: Workshop Uso e Reuso de Águas de qualidade inferior (pp. 347-373). Realidades e Perspectivas. Campina Grande: UFCG/UEPB, 2005.

SOUSA, J. T., LEITE, V. D. Tratamento e utilização de esgotos domésticos na agricultura. Campina Grande: EDUEP, 2003.

SOUZA, N. C. et al. Produtividade da mamona irrigada com esgoto doméstico tratado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 5, p. 478-484, 2010.

SOUZA, P. P., NETO, J. R. S. Reaproveitamento da água de piscicultura na irrigação da forragem Brachiaria brizantha cv. Brs piatã. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, v. 6, n. 3, 28-43, 2018.

TUNDISI, J. G., TUNDISI, T. M. A água - Folha explica. Ed. Publifolha, São Paulo, 2009.

ZACARDI, D. M. et al. Aquaculture’s socioeconomic and productive characterization developed in Santarém, Pará. Acta of Fisheries and Aquatic Resources, v. 5, n. 3, p. 102-112, 2017.

ZANIBONI-FILHO, E.O impacto ambiental de efluentes da piscicultura. Simpósio sobre manejo e nutrição de peixes, v. 3, n. 1, p. 1-14, 1999.

ZANIBONI-FILHO, E. O desenvolvimento da piscicultura brasileira sem a deterioração da qualidade de água. Revista Brasileira de Biologia, v. 57, n. 1, p. 3-9, 1997.

WIRZA, R. NAZIR, S. Urban aquaponics farming and cities- a systematic literature review. Reviews on Environmental Health, v. 36, n. 1, p. 47-61, 2021.

Downloads

Publicado

30-12-2022

Como Citar

Reutilização do efluente de piscicultura para fertirrigação: uma alternativa ambiental e economicamente rentável. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 161–180, 2022. DOI: 10.19180/2177-4560.v16n12022p161-180. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/15992.. Acesso em: 21 jul. 2024.