Sentidos da moradia e do “bairro”: estudo de caso de uma comunidade face à possibilidade de remoção

Autores

  • Giuliana Franco Leal
  • Rafael Nogueira Costa

Palavras-chave:

Políticas habitacionais. Remoção e reassentamento urbano. Moradia. Áreas de risco. Segregação socioambiental.

Resumo

Neste artigo, discutem-se políticas de remoção e reassentamento urbano, a partirde pesquisa de campo qualitativa com uma população em área de risco, selecionadapara ser reassentada em outro local. Primeiramente, contextualizam-se as políticaspúblicas de habitação, em suas diretrizes nacionais e em sua aplicação no municípiopesquisado. Em seguida, investigam-se os sentidos atribuídos à sua casa, ao bairro eàs relações de vizinhança por moradores, ameaçados de remoção. A partir da análisedas falas obtidas na pesquisa de campo, discute-se o que as experiências e significaçõeselaboradas por esses sujeitos sociais podem indicar a respeito das políticas de remoçãoe reassentamento urbano.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Giuliana Franco Leal
    Doutora em Sociologia, UNICAMP. Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro, campus Macaé, RJ – Brasil.E-mail: giulianafrancoleal@yahoo.com.br.
  • Rafael Nogueira Costa
    Mestre em Engenharia Ambiental, IF Fluminense. Professor Assistente da Universidade Federal do Rio de Janeiro, campus Macaé,RJ - Brasil. E-mail: rcosta@macae.ufrj.br.

Downloads

Publicado

21-01-2013

Edição

Seção

Artigos originais

Como Citar

Sentidos da moradia e do “bairro”: estudo de caso de uma comunidade face à possibilidade de remoção. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 43–56, 2013. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/2177-4560.20120003.. Acesso em: 21 jul. 2024.