Mecanismos para identificação de feições suspeitas provenientes de atividade petrolífera na área da Bacia de Campos no estado do Rio de Janeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/2177-4560.v14n12020p40-49

Palavras-chave:

Bacia de Campos, Óleo, SAR

Resumo

O presente artigo pretende demonstrar ao leitor a importância da utilização de tecnologias para identificação e tomada de decisões durante a ocorrência de um derrame acidental ou por descontrole operacional proveniente de atividades petrolíferas.  Para tal processo, é necessário conhecer de forma integral, ou mesmo possuir uma estimativa deles, quais fatores ambientais influenciam a trajetória e intemperização do óleo, já que o ambiente oceânico é dinâmico.  Em locais cuja atividade petrolífera é executada intensamente, é requerido que ações mais rotineiras e assertivas sejam implementadas.  A área de exploração e produção de petróleo da bacia de Campos, no Estado do Rio de Janeiro, é um deles.  Isso devido à sua grande população de unidades de exploração e produção, bem como ao trânsito de embarcações de apoio a essa atividade.  Somado a esses fatores, a costa do Estado do Rio de Janeiro possui importância turística e de pesca.  Com esse cenário, faz-se necessária constante vigilância.  A análise de imagens orbitais com a tecnologia SAR – radar de abertura sintética – para identificações de feições que podem conter substâncias oleosas contribui para um monitoramento efetivo e é capaz de promover uma melhor utilização de recursos quando assimilada com outras ferramentas de monitoramento ou combate à poluição por óleo

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Juliana Fernandes Moreira, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense
    Mestranda em Engenharia Ambiental pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, campus Macaé) – Macaé/RJ – Brasil. E-mail: jufernandesm@gmail.com
  • Marcos Antônio Cruz Moreira, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense
    Doutor em Engenharia Elétrica (UFRJ). Professor Titular do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, campus Macaé) – Macaé/RJ – Brasil. E-mail: macruz@iff.edu.br
  • Augusto Eduardo Miranda Pinto, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense
    Doutor em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Coordenador do Mestrado em Engenharia Ambiental no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, campus Macaé) – Macaé/RJ – Brasil. E-mail: apinto@iff.edu.br

Downloads

Publicado

16-04-2020

Edição

Seção

Artigos de revisão

Como Citar

Mecanismos para identificação de feições suspeitas provenientes de atividade petrolífera na área da Bacia de Campos no estado do Rio de Janeiro. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 40–49, 2020. DOI: 10.19180/2177-4560.v14n12020p40-49. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/15339.. Acesso em: 16 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 > >>