Cartografias dos conflitos e da ação coletiva em Campos dos Goytacazes/RJ na entrada do século XXI

Autores

  • Érica Terezinha Vieira Almeida Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Pollyanna de Souza Carvalho Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro/RJ

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v22n32020p546-563

Palavras-chave:

Ações Coletivas, Conflitos, Resistências, Campos dos Goytacazes

Resumo

Baseado em uma pesquisa hemerográfica realizada nas duas primeiras décadas deste século, abrangendo a Região Norte e Noroeste do estado do Rio de Janeiro, este artigo propõe uma análise dos conflitos e da ação coletiva protagonizada, particularmente, no município de Campos dos Goytacazes. Com ênfase nos conflitos, nos sujeitos coletivos e suas reivindicações, o artigo demonstra como os diferentes interesses presentes na sociedade civil local se organizam e a sua relação com o Estado. Observa-se que a primeira década (2000-2009) foi marcada pelas lutas sociais em torno do uso da terra e por aquelas relativas à efetivação universal dos direitos sociais e sua expansão, num contexto de flexibilização dos direitos e de reconfiguração do Estado, considerando o avanço da lógica mercantil sob o neoliberalismo. Já a década seguinte (2010-2017) caracterizou-se pelas resistências ao processo avançado de mercantilização, protagonizadas, especialmente, pelos sindicatos e movimentos populares das periferias urbanas. No caso de Campos, chama à atenção o conjunto de remoções urbanas promovidas pelo Programa “Morar Feliz”, com destaque para a resistência dos subalternos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Érica Terezinha Vieira Almeida, Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
    Doutora (2006) pela Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Associada do Departamento de Serviço Social de Campos, do Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional, da Universidade Federal Fluminense (UFF) – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: ericalmeida@uol.com.br.
  • Pollyanna de Souza Carvalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro/RJ
    Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF Campos). Mestranda em Serviço Social da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ESS/UFRJ) – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: pollyannacecf@gmail.com.

Referências

AGAMBEN, G. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. 1. ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2002.

ALMEIDA, É. T. V.; CARVALHO, P. S. Lutas sociais em Campos dos Goytacazes/RJ: o caso dos moradores das periferias. In: ENCONTRO INTERNACIONAL E NACIONAL DE POLÍTICA SOCIAL, ENPS, 7., 2019, Vitória/ES. Anais […]. Vitória, ES: UFES, 2019.

ALMEIDA, S. L. de. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte: Letramento, 2018.

ANTUNES, R.; ALVES, G. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 87, p. 335-351, maio/ago. 2004. Disponível em: http//www.cedes.unicampo.br. Acesso em: 5 maio 2018.

BARCELOS, E. Á. S. Estudio de Caso: A luta pela terra/território no Norte do Estado do Rio de Janeiro: a formação dos assentamentos rurais de reforma agrária. Movimiento Regional por La Tierra, Brasil, 2015. Disponível em: https://porlatierra.org/docs/eec9ad2181b84ec5adb749dd0adeb2f7.pdf. Acesso em: 27 jun. 2020.

BIHR, A. Da grande noite à alternativa: O movimento operário europeu em crise. São Paulo: Boitempo, 1998.

BUCI-GLUKSMANN, C. Gramsci e o Estado. São Paulo: Paz e Terra, 1980.

CABANES, R. et al. (org.). Saídas de emergências: ganhar /perder a vida na periferia de São Paulo. São Paulo: Boitempo, 2011.

CASTRO, M. G. Algumas provocações sobre cultura política e cidadania. In: FÓRUM SOCIAL MUNDIAL, COMITÊ RIO GRANDE DO NORTE, 2001. Disponível em: http://www.dhnet.org.br/w3/fsmrn/biblioteca/15_mary_garcia.html. Acesso em: 2 jul. 2020.

CHESNAIS, F. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

COHEN, J.; ARATO, A. Sociedad civil y teoría política. México: Fondo de Cultura Económica, 2000 (partes I e II).

COUTINHO, C. N. Notas sobre cidadania e modernidade. Praia Vermelha, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, set. 1997.

CRUZ, J. L. V. da. Projetos nacionais, elites locais e regionalismo: desenvolvimento e dinâmica territorial no Norte Fluminense entre 1970 e 2000. 2003. 340f. Tese (Doutorado em Planejamento Urbano e Regional) – UFRJ, IPPUR, 2003.

CRUZ, J. L. V. da. Notas sobre o processo de mudanças nas reivindicações dos trabalhadores rurais de Campos e nas formas de luta do movimento sindical nas décadas de 70 e 80. FALAS, Revista do Departamento de Serviço Social de Campos dos Goytacazes, Campos dos Goytacazes/RJ, v. 1, n. 1, p. 52-56, set. 1995.

FRASER, N. Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça na era pós-socialista. In: SOUZA, J. (org.). Democracia hoje: novos desafios para a teoria democrática contemporânea. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 2001. p. 245-282.

GOHN, M. da G. (org.). Movimentos sociais no início do séc. XXI: antigos e novos atores sociais. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, v. 1, 2004.

GREEN, M. E. Gramsci e as lutas subalternas hoje: espontaneidade e organização política. Revista Outubro, n. 25, mar. 2016.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

HARVEY, D. O novo imperialismo. 7. ed. São Paulo: Loyolas, 2013.

IANNI, O. O colapso do populismo no Brasil. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

KOWARICK, L. A Espoliação Urbana. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

LIMA, L. L. da G. Rebeldia Negra e abolicionismo. Rio de Janeiro: Achimé, 1981.

MOTA, C. G. S.; MAMANI, H. A. Segregação interna e criminalização: o caso da favela e o conjunto habitacional Matadouro em Campos dos Goytacazes/RJ. Revista Libertas, Juiz de Fora, v. 12, n. 2, p. 1-20, ago./dez. 2012. DOI: https://doi.org/10.34019/1980-8518.2012.v12.18245. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/libertas/article/view/18245/9493. Acesso em: 2 jul. 2020.

OLIVEIRA, J. C. P.; PEDLOWSKI, M. A. Estado e programas municipais de habitação popular em Campos dos Goytacazes, RJ. Análise Social, v. 204, n. XLVII (3.º), p. 656-682, 2012.

POULANTZAS, N. O Estado, o poder, o socialismo. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, E. (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO, set. 2005. p. 227-278. (Colección Sur Sur).

RAMOS, T. T. A Geografia dos Conflitos Sociais da América Latina e Caribe. Buenos Aires: CLACSO, 2003. (Informe final del concurso: Movimientos sociales y nuevos conflictos em América Latina y el Caribe, Programa Regional de Becas).

RIBEIRO, A. C. T. Cartografia da ação social, região latino-americana e novo desenvolvimento urbano. In: POGGIESE, H.; EGLER, T. T. C. (org.). Otro desarrollo urbano: ciudad incluyente, justicia social y gestión democrática. Buenos Aires: Clacso, 2009. p. 147-156.

RIBEIRO, L. C. Q.; SANTOS JUNIOR, O. Democracia e segregação urbana: a relação entre cidade e cidadania. In: RIBEIRO, L. C. de Q. A metrópole em questão: desafios da transição urbana. 2. ed. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2018. p. 230-253.

SADER, E. Quando novos personagens entraram em cena: experiências, falas e lutas dos trabalhadores da Grande São Paulo, 1970-80. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.

SANTOS, M. O espaço do cidadão. 4. ed. São Paulo: Nobel, 1998.

VAINER, C. B. Planejamento territorial e projeto nacional: os desafios da fragmentação. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, Salvador, Bahia, v. 9, n. 1, 2007.

Publicado

25-11-2020

Edição

Seção

Artigos Originais

Como Citar

ALMEIDA, Érica Terezinha Vieira; CARVALHO, Pollyanna de Souza. Cartografias dos conflitos e da ação coletiva em Campos dos Goytacazes/RJ na entrada do século XXI. Revista Vértices, [S. l.], v. 22, n. 3, p. 546–563, 2020. DOI: 10.19180/1809-2667.v22n32020p546-563. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/15539.. Acesso em: 25 jul. 2024.