Uma experiência de concepção de jogos pedagógicos para redução de riscos de desastres

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v23n12021p299-314

Palavras-chave:

Redução de Riscos, Desastres, Educação, Participação Social

Resumo

O marco de Sendai preconiza o desenvolvimento de uma cultura que promova a participação da população na gestão dos desastres, para a qual são importantes ações de educação para redução de riscos de desastres (ERRD) nos ambientes formal, não formal e informal. Pesquisas e práticas sobre ERRD são relativamente recentes, evidenciando uma necessidade urgente de se avançar na concepção de metodologias para a realização dessas ações. Em novembro de 2019, em Campos dos Goytacazes, foi realizado o minicurso “Ações educativas para a redução de riscos e desastres” para participantes do II Seminário Internacional de Riscos e Desastres Socioambientais, tendo sido ministrado pelos autores deste trabalho. O objetivo principal do artigo é apresentar e discutir os resultados da parte prática do curso em que os participantes, organizados em grupos de cinco, elaboraram jogos para serem utilizados em ERRD. Entre os aspectos observados nos materiais elaborados, constatou-se uma abordagem interdisciplinar do tema, a preocupação com sua contextualização com a realidade local e a promoção da interatividade e da troca de saberes.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Marcos Barreto de Mendonça, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro/RJ
    Doutor (2000) em Engenharia Civil (área de Geotecnia) pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor Associado do Departamento de Construção Civil (Setor de Geotecnia) da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Professor da graduação em Engenharia Civil e dos programas de pós-graduação em Engenharia Civil da COPPE/UFRJ, em Engenharia Ambiental e em Engenharia Urbana da Poli/UFRJ e em Defesa e Segurança Civil da Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói/RJ – Brasil. E-mail: mbm@poli.ufrj.br.
  • Alessandra Conde Freitas, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro/RJ
    Doutora (2014) em Engenharia Civil pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora adjunta da Escola Politécnica da UFRJ (Departamento de Construção Civil – Setor de Geotecnia e mestrado do PPE – Programa de Projeto de Estruturas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: alessandracfreitas@poli.ufrj.br.

Referências

BRASIL. Lei n.º 12.608, de 10 de abril de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil - PNPDEC. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 abr. 2012.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Departamento de Minimização de Desastres. Módulo de formação: resposta: gestão de desastres, decretação e reconhecimento federal e gestão de recursos federais em proteção em defesa civil para resposta. Brasília, 2017.

CEPED UFSC. Atlas brasileiro de desastres naturais: 1991 a 2012. 2. ed. Volume Rio de Janeiro. Florianópolis: CEPED UFSC, 2013. Disponível em: https://www.ceped.ufsc.br/atlas-brasileiro-de-desastres-naturais-2012/. Acesso em: 25 mar. 2020.

CURTIS, V. Public engagement through the development of science-based computer games: The Wellcome Trust’s “Gamify Your PhD” initiative. Science Communication, v. 36, n. 3, p. 379-87, 2014.

DA-SILVA-ROSA, T. et al. Environmental Education as a Strategy for Reduction of Socio-Environmental Risks. Revista Ambiente e Sociedade, v. 18, n. 3, p. 211-230, 2015.

FREITAS, A. C. Projeto Espaço Fluir. In: CAMPANHA APRENDER PARA PREVENIR DO CEMADEN EDUCAÇÃO, 3., 2018a. Disponível em: http://200.133.244.149/2018/?p=930. Acesso em: 2 out. 2020.

FREITAS, A. C. Prática de elaboração de plano de contingência: Uma importante ferramenta na gestão do risco de desastres (Estudo de caso da cidade do Rio de Janeiro, RJ) e oficina com o jogo “Zoom”. In: SEMANA DE INTEGRAÇÃO ACADÊMICA DA UFRJ, SIAC, 9., 2018, UFRJ, Rio de Janeiro. Oficinas realizadas. 2018b.

FREITAS, A. C. Educação para redução do risco de desastres: ações desenvolvidas no projeto Espaço Fluir. In: SEMINÁRIO RRD RIO - CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NA REDUÇÃO DO RISCO DE DESASTRES NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, SETEC RRD RIO, 1., 2019a. Disponível em: http://www.rio.rj.gov.br/web/seminariorrdrio. Acesso em: 1 out. 2020.

FREITAS, A. C. Ações de Educação para a Redução dos Riscos e Desastres. In: CURSO “RISCO GEOLÓGICO DEFESA CIVIL DE MARICÁ E CPRM, MARICÁ, RJ”, 2019b. Disponível em: https://www.cprm.gov.br/publique/Noticias/Pesquisadores-em-Geociencias-da-CPRM-capacitam-agentes-de-Defesa-Civil-de-diversos-estados-brasileiros-em-Marica-%28RJ%29-5608.html. Acesso em: 30 set. 2020.

FREITAS, A. C. Projetos Espaço Fluir e Molipdec: “Juntos somos mais fortes”. Módulo N: Espaço Fluir e MOLIPDEC: Jogos Educativos. Ação cadastrada na 4ª campanha Aprender para Prevenir (2019) do Cemaden Educação. 2019b. Disponível em: http://200.133.244.149/2019/?p=1109. Acesso em: 2 out. 2020.

FREITAS, A. C. Uma importante ferramenta na redução dos riscos e dos desastres (cidade de Maricá, RJ) e oficina com o jogo “Vai rolar?”. Oficina sobre plano de contingência. Rio de Janeiro: UFRJ, 2019c.

FREITAS, A. C. Prática de elaboração de plano de contingência: Uma importante ferramenta na gestão do risco de desastres (Estudo de caso da cidade de Maricá, RJ) e oficina com o jogo “Vai Rolar”. In: SEMANA DE INTEGRAÇÃO ACADÊMICA DA UFRJ – SIAC, 10., 2019, UFRJ, Rio de Janeiro. Oficinas realizadas. 2019d.

FREITAS, A. C. Curso ações educativas para RRD e Oficina com o jogo Cidade Resiliente. Rio de Janeiro: CPRM, 2019e.

FREITAS, A. C. Ações educativas para Redução dos Riscos e dos Desastres (RRD) e oficina com o jogo Cidade Resiliente. In: CURSO E OFICINA REALIZADOS NA SEDE DO SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL (CPRM), Rio de Janeiro, 2019f.

JOHNSON, V. A. et al. Evaluations of disaster education programs for children: a methodological review. International Journal of Disaster Risk Reduction, v. 9, p. 107-123, 2014.

LIDSTONE, J. Disaster Education: Where we are and where we should be. In: LIDSTONE, J. (ed.) International Perspectives on Teaching about Hazards and Disasters. International Geographical Union, Channel View Publications. Adelaide, Australia, 1996. pp. 7-17.

LOUREIRO, C. F. B. Sustentabilidade e Educação. Um olhar da ecologia política. São Paulo: Cortez, 2012.

MARCHEZINI, V. et al. Educação para Redução de Riscos de Desastres: Experiências Formais e Não-Formais no Estado do Rio de Janeiro. Anuário do Instituto de Geociências, v. 42, p. 102-117, 2019.

McGONIGAL, J. Reality is Broken: Why games make us better and how they can change the world. New York: Penguin Press, 2011.

MENDONCA, M. B. et al. Transversal integration of geohydrological risks in an elementary school in Brazil: A disaster education experiment. International Journal of Disaster Risk Reduction, v. 39, p. 101-213, 2019a.

MENDONÇA, M. B. et al. “Um dia a terra cai”: oficina educativa sobre desastres associados a deslizamentos em um museu de Ciências. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE REDUÇÃO DE RISCOS E DESASTRES, 3., 2019b. Anais […].

MENDONCA, M. B. et al. Improving Disaster Risk Reduction and Resilience Cultures Through Environmental Education: A Case Study in Rio de Janeiro State, Brazil. In: Climate Change Management.1 ed. New York: Springer International Publishing, 2016. p. 279-29.

MENDONÇA, M. B.; LUCENA, R. Atividades Socioeducativas para a Redução de Desastres Associados a Deslizamentos. Revista de Comunicação e Educação Ambiental, v. 3, p. 109-123, 2013.

MENDONCA, M. B.; VALOIS A.S. Disaster education for landslide risk reduction: an experience in a public school in Rio de Janeiro State, Brazil. Natural Hazards, v. 89, n. 1, p. 351-365, 2017.

MORAIS, J. Oficina apresenta jogo Cidade Resiliente voltado ao aprendizado sobre prevenção aos desastres naturais. 2019. Disponível em: https://www.cprm.gov.br/publique/Noticias/Oficina-apresenta-jogo-Cidade-Resiliente-voltado-ao-aprendizado-sobre-prevencao-aos-desastres-naturais-6076.html. Acesso em: 30 set. 2020.

NORONHA, M. Jogo cidade resiliente: um estudo sobre aplicação de ferramenta de redução de riscos de desastres em ambientes escolares. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: http://monografias.poli.ufrj.br/monografias/monopoli10029369.pdf. Acesso em: 2 out. 2020.

PETAL, M. Education in disaster risk reduction Education. In: SHAW, R.; KRISHNAMURTHY, R. R. (ed.). Disaster Management: Global Challenges and Local Solutions. Hyderabad: University Press, 2009. p. 285-320.

PETAL, M. A.; IZADKHAH, Y. O. Concept Note: Formal and Informal Education for Disaster Risk Reduction. A contribution from Risk RED for the International Conference on School Safety, Islamabad, May 2008. Disponível em: http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.371.284&rep=rep1&type=pdf. Acesso em: 15 dez. 2018.

SELBY, D.; KAGAWA, F. Disaster Risk Reduction in School Curricula: Case Studies from Thirty Countries. Genebra: United Nations Children Fund, UNICEF, United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization, UNESCO 7, 2012. E-book. Disponível em: https://www.unicef.org/environment/files/DRRinCurricula-Mapping30countriesFINAL.pdf. Acesso em: 27 ago. 2019.

SHAW, R. et al. Disaster education: an introduction. In: SHAW, R.; SHIWAKU, K.; TAKEUCHI, Y. (ed.) Disaster education: community, environment and disaster risk management. Bingley: Emerald, 2011. v. 7, p. 1-22.

SHAW, R. et al. 1-2-3 of Disaster Education. Kyoto: European Union United Nations International Strategy for Disaster Reduction, UNISDR, Kyoto University, 2009.

TRAJBER, R; OLIVATO, D. A escola e a comunidade: ciência cidadã e tecnologias digitais na prevenção de desastres. In: MARCHEZINI, V. et al (ed.). Reduction of Vulnerability to Disasters: from knowledge to action. São Carlos: Editora Rima, 2017. p. 531-550.

UNESCO. In: INTERGOVERNMENTAL CONFERENCE ON ENVIRONMENTAL EDUCATION, 1977, Tbilisi. Final report […]. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000032763. Acesso em: 10 mar. 2019.

UNICEF; UNISDR. Children and disasters: Building resilience through education. 2011. Disponível em: https://www.preventionweb.net/files/24583_childrenanddisastersbuildingresilie.pdf. Acesso em: 18 abr. 2019.

UNISDR. Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres. 2015. Disponível em: https://www.unisdr.org/files/43291_63575sendaiframeworkportunofficialf%5B1%5D.pdf. Acesso em: 13 nov. 2018.

Publicado

30-04-2021

Edição

Seção

Dossiê Temático: "Riscos e Desastres Socioambientais"

Como Citar

MENDONÇA, Marcos Barreto de; FREITAS, Alessandra Conde. Uma experiência de concepção de jogos pedagógicos para redução de riscos de desastres. Revista Vértices, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 299–314, 2021. DOI: 10.19180/1809-2667.v23n12021p299-314. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/15896.. Acesso em: 20 jun. 2024.