Prevalência da utilização de anabolizantes pelos estudantes de Educação Física na cidade de Campos dos Goytacazes

Autores

  • Kaytiany Galdino Silva CEFET Campos
  • Rodrigo Maciel Lima CEFET Campos

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20070009

Palavras-chave:

Anabolizantes, Atividade física, Imagem corporal, Dopagem

Resumo

Apesar do uso terapêutico, os esteróides são importantes alvos de abuso pelos competidores e mais recentemente difundido entre jovens em geral. O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização de anabolizantes pelos estudantes de Educação Física de Campos. O grupo estudado foi constituído por 248 indivíduos que responderam um questionário sobre o consumo de anabolizantes. Os resultados indicaram 4% de consumo, sendo o Deca (21%) o mais citado. Os resultados obtidos permitiram concluir que estes estudantes consomem quantidades altas de anabolizantes e isto pode estar ocorrendo devido à falta de conhecimento e conscientização quanto aos benefícios e prejuízos desses produtos.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Kaytiany Galdino Silva, CEFET Campos
    Licenciatura em Química pelo Centro Federal Tecnológica de Campos (CEFET Campos).
  • Rodrigo Maciel Lima, CEFET Campos
    Mestre em Biociências e Biotecnologia pela Universidade Estadual do Norte Fluminense. Professor de Bioquímica do Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos (CEFET Campos).

Referências

ARAÚJO, L. R; ANDREOLO, J; SILVA, M. S. Utilização de suplemento alimentar e anabolizante por praticantes de musculação nas academias de Goiânia-GO. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 10, n. 3, Brasília, DF, jul., 2002, p. 13-18. ISSN 0103-1716.

ARAÚJO, J. P. O uso de esteróides androgênicos anabolizantes entre os estudantes do ensino médio no Distrito Federal. Brasília, 2003. p. 90. Dissertação. Educação Física. Universidade Católica de Brasília.

BUCKLEY, W. E. et al. Estimated prevalence of anabolic steroid use among male high school seniors. Journal of American medical association, v. 260, n. 23, 1988, p. 3441-3445.

CONSELHO NACIONAL ANTIDOPAGEM - CNAD. Dopagem no Desporto. 2005, p. 2-18.

CZEPIELEWSKI, M. A. et al. Esteróides Anabolizantes no Esporte. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 8, n. 6, p. 1-9, nov./dez., 2002. ISSN 1517-8692.

JORNAL DE PIRACICABA. Disponível em: < http://www.jpjornal.com.br/news.php?news_id=32075>. Acesso em: 24 jun. 2007.

LAMB, D. R. O uso abusivo de esteróides anabolizantes no esporte. Sports Science Exchange-Gatorade Sports Science Institute [on line], n. 5, maio/jun., 1996. Disponível em: <http://www.gssi.com.br/scripts/publicacoes>. Acesso em: 25 jul. 2005.

LENHINGER, A.; NELSON, D. N.; COX, M. M. Princípios de Bioquímica. 2. ed. São Paulo: Sarvier, 1992. p. 422-427/633, 634, 68.

MATIAS, I. Esteróides Anabolizantes. Disponível em: <http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0607/esteroides/index.html.> Acesso em: 24 jun. 2007.

MOURA, N. A. Esteróides anabólicos androgênicos e esportes: uma breve revisão. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 6, n. 1, 1984, p. 101-109.

NETO, F. R. A.; PEREIRA, H. M. G.; MARQUES, M. A. S. Controle de dopagem de anabolizantes: o perfil esteroidal e suas regulações. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 9, n. 1, Niterói, jan./fev., 2003, p. 15-24. ISSN 1517-8692.

OLIVEIRA T. T.; DORNAS, W. C.; NAGEM, T. J. Considerações sobre os efeitos do uso de esteróides anabólicos androgênicos. Disponível em: www.abf.org.br/pdf/2006/PAG%2003a08.p65%20-%20Consid.pdf. Acesso em: 24 jun. 2007.

OLIVEIRA, M. E. O uso de anabolizantes como forma de produção de si e tentativa de controle do corpo. Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 8, mar., 2005, p. 34/47. ISSN 1517-6916.

PEREIRA, R. F. Conhecimentos de nutrição e hábitos alimentares de alunos de academias de ginástica na cidade de São Paulo. São Paulo, 1999. 265p. Tese (Mestrado). Nutrição Humana, Universidade de São Paulo.

SANTOS, M. A. A; SANTOS, R. P. Uso de suplementos alimentares como forma de melhorar a performance nos programas de atividade física em academias de ginástica. Revista Paulista de Educação Física, v. 16, n. 2, São Paulo, jul./dez., 2002, p. 85-174. ISSN 0102-7549.

SANTOS, A. F. et al. Anabolizantes: conceitos segundo praticantes de musculação em Aracaju (Se). Psicologia em Estudo, v. 11, n. 2, Maringá, maio/ago., 2006, p. 371-380.

SHOLL-FRANCO, A. et al. Efeitos psicológicos do abuso de anabolizantes. Revista Ciências & Cognição, v. 5, ano 2, p. 84-91, jul., 2005. ISSN 1806-5821.

SOUZA, E. S.; FISBERG, M. O uso de esteróides anabolizantes na adolescência. Disponível em: <http://wwwbrazilpednews.org.be/mar2002/bnp3302.pdf>. Acesso em: 15 jul. 2005.

UCKO, A. D. Para as Ciências da Saúde: uma introdução à química geral, orgânica e biológica. 2. ed. São Paulo: Manole, 1992, p. 422-427.

VARELLA, D. Abuso de anabolizantes. Disponível em: http://www.drauziovarella.com.br/artigos/anabolizantes.asp. Acesso em: 15 jul. 2005.

Downloads

Publicado

13-04-2010

Como Citar

SILVA, Kaytiany Galdino; LIMA, Rodrigo Maciel. Prevalência da utilização de anabolizantes pelos estudantes de Educação Física na cidade de Campos dos Goytacazes. Revista Vértices, [S. l.], v. 9, n. 1/3, p. 123–148, 2010. DOI: 10.5935/1809-2667.20070009. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20070009.. Acesso em: 22 jul. 2024.