Antagonismo de bactérias ácido láticas autóctones de leite cru contra Staphylococcus aureus ATCC 12600 e Escherichia coli ATTC 25922

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v21n32019p443-451

Palavras-chave:

Atividade antimicrobiana, BAL, Ação inibitória, Microrganismos patogênicos

Resumo

O objetivo da pesquisa foi isolar e detectar o efeito antimicrobiano in vitro de bactérias ácido láticas (BAL) autóctones isoladas de leite cru, proveniente de Bom Jesus do Itabapoana/RJ-Brasil, contra Staphylococcus aureus ATCC 12600 e Escherichia coli ATTC 25922. As amostras de leite cru foram submetidas a contagem e isolamento, através da técnica de profundidade, em ágar MRS e M17. Os isolados de BAL foram confirmados após a realização da prova da catalase e coloração de Gram. A etapa de atividade antimicrobiana consistiu no teste de sobrecamada a partir do plaqueamento de superfície em ágar MRS e M17 e, por cima, o meio TSA com o patógeno inoculado. Foram analisadas 10 amostras, nas quais 55% dos resultados da contagem prevaleceram no 4 log UFC/mL. Das 95 cepas isoladas, 74 apresentaram características de BAL, e destes, 37 foram avaliados quanto à sua atividade antagônica sobre S. aureus e E. coli. Aproximadamente 76% dos isolados utilizados para teste de atividade antimicrobiana contra S. aureus e E.coli apresentaram ação inibitória contra pelo menos um dos patógenos testados. Ao que se tem conhecimento, esse é o primeiro estudo envolvendo cepas de BAL autóctones oriundas de leite da região Noroeste Fluminense.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Lohany Pedrosa Mateini Silveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana/RJ
    Graduanda em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana – Bom Jesus do Itabapoana/RJ – Brasil. E-mail: lohany.lidere@gmail.com.
  • Nykole de Oliveira Salazar Dias, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana/RJ
    Graduanda em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana – Bom Jesus do Itabapoana/RJ – Brasil. E-mail: nyckdias12@gmail.com.
  • Priscila Siqueira de Almeida, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana/RJ
    Graduanda em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana – Bom Jesus do Itabapoana/RJ – Brasil. E-mail: pri_dealmeida@hotmail.com.
  • Paula Aparecida Martins Borges Bastos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana/RJ
    Doutora em Medicina Veterinária (UFF). Médica Veterinária do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana – Bom Jesus do Itabapoana/RJ – Brasil. E-mail: pabastos@iff.edu.br.

Publicado

19-12-2019

Edição

Seção

Artigos Originais

Como Citar

SILVEIRA, Lohany Pedrosa Mateini; DE OLIVEIRA SALAZAR DIAS, Nykole; ALMEIDA, Priscila Siqueira de; BASTOS, Paula Aparecida Martins Borges. Antagonismo de bactérias ácido láticas autóctones de leite cru contra Staphylococcus aureus ATCC 12600 e Escherichia coli ATTC 25922. Revista Vértices, [S. l.], v. 21, n. 3, p. 443–451, 2019. DOI: 10.19180/1809-2667.v21n32019p443-451. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/14309.. Acesso em: 20 jun. 2024.