Olhares cruzados sobre riscos e desastres

Autores

  • Antenora Maria da Mata Siqueira Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ https://orcid.org/0000-0002-9844-3701
  • Adriana Soares Dutra Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ https://orcid.org/0000-0002-4636-2504
  • Juliana Thimóteo Nazareno Mendes Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Norma Valencio Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos/SP https://orcid.org/0000-0003-1855-3458

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v23n12021p4-15

Palavras-chave:

.

Resumo

.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Antenora Maria da Mata Siqueira, Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
    Assistente Social. Doutora em Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável/EA (UNICAMP). Docente pesquisadora da Universidade Federal Fluminense no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Ambiente e Políticas Públicas e no PPG Defesa e Segurança Civil, onde coordena o NESA-Núcleo de Pesquisas e Estudos Socioambientais e o ODAm-Observatório Desastres Ambientais – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: antenoras@id.uff.br.
  • Adriana Soares Dutra, Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
    Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Professora Adjunta do Departamento de Serviço Social de Campos da Universidade Federal Fluminense e Membro do Núcleo de Pesquisas e Estudos Socioambientais (NESA/UFF-Campos) – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: adrianadutra@id.uff.br.
  • Juliana Thimóteo Nazareno Mendes, Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
    Doutora em Geografia Universidade Federal Fluminense (UFF). Professora Adjunta do curso de Serviço Social da Universidade Federal Fluminense (UFF) – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: julianatnmendes@gmail.com.
  • Norma Valencio, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos/SP
    Doutora em Ciências Humanas na área de Ciências Sociais (UNICAMP). Professora Sênior do Departamento de Ciências Ambientais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – São Carlos/SP – Brasil. E-mail: norma.valencio@ufscar.br.

Referências

ACOSTA, V. G. The Anthropology of disasters in Latin América: State of the Art. 1. ed. Londres: Routledge, 2019.

BECK, U. World Risk Society. Cambridge, UK: Polity Press, 1999.

CARMO, R.; VALENCIO, N. (org.). Segurança Humana no contexto dos desastres. São Carlos: RiMa Editora, 2014.

DOUGLAS, M.; WILDAVSKY, A. Risco e Cultura: um ensaio da seleção de riscos tecnológicos e ambientais. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

DUTRA, A. Gestão de Desastres e Serviço Social: o Trabalho de Assistentes Sociais junto aos órgãos municipais de proteção e defesa civil. 2. ed. Curitiba: Appris, 2021.

FAUGÈRES, L. La géo-cindynique, géocience du risque. Bulletin de l´Association de Géographes Français, n. 3, Paris, 1991. p. 179-193.

FIOCRUZ. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Boletim do Observatório Covid-19: semana epidemiológica 14 de 2021. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/boletim_covid_semana_14_2021.pdf. Acesso em: 19 abr. 2021.

GIDDENS, A. A vida em uma sociedade pós-tradicional. In: BECK, U.; GIDDENS, A.; LASH, S. Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: Editora UNESP, 1997. p. 72-133.

GUIVANT, J. S. A trajetória das análises de risco: da periferia ao centro da teoria social. Revista Brasileira de Informações Bibliográficas, São Paulo: ANPOCS, n. 46, p. 3-38, 1998.

LAVELL, A. La gestión local del riesgo: nociones y precisiones em torno al concepto y la práctica. In: La gestión local del riesgo: Nociones y precisiones en torno al concepto y la práctica. [S. l.]: Centro de Coordinación para la Prevención de los Desastres Naturales em América Central (CEPREDENAC); PNUD, 2003. 101 p., il.

LOURENÇO, L. Introdução. In: LOURENÇO, L.; AMARO, A. Riscos e Crises: Da teoria à plena manifestação (coord.). Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018.

LUPTON, D. Sociology and risk. In: MYTHEN, G.; WALKLATE, S. (ed.). Beyond the risk society. Berkshire: Open University Presse, 2006. p. 11-24.

MINAYO, M. C. S. et al. Possibilidades e dificuldades nas relações entre ciências sociais e epidemiologia. Ciênc. saúde coletiva [online], v. 8, n. 1, p. 97-107, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232003000100008&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 25 fev. 2021.

MORIN, E. O problema da complexidade. Sintra, Portugal: Publicações Europa-América Ltda, 1984.

PANDEMIA na Favela: a realidade de 14 milhões de favelados no combate ao novo Coronavírus. Rio de Janeiro: Cufa. Central Única das Favelas, 2020. Disponível em: https://www.cufa.org.br/noticia.php?n=NjM4 . Acesso em 15 abr. 2021.

QUARANTELLI, E. Catastrophes Are Different from Disasters: Some Implications for Crisis Planning and Managing Drawn from Katrina. Items: insights from the Social Sciences. 2006. Disponível em: https://items.ssrc.org/understanding-katrina/catastrophes-are-different-from-disasters-some-implications-for-crisis-planning-and-managing-drawn-from-katrina/. Acesso em: 15 ago. 2007

REVET, S. Penser et affronter les désastres : un panorama des recherches en sciences sociales et des politiques internationales. Critique Internationale, n. 52, p. 157-173, 2011. https://www.jstor.org/stable/24566082. Acesso em: 4 dez. 2020.

SIQUEIRA, A. et al. (org.). Riscos de desastres relacionados à água: aplicabilidade de bases conceituais das Ciências Humanas e Sociais para a análise de casos concretos. São Carlos: RiMa Editora, 2015. Disponível em: http://www.neped.ufscar.br/Arquivos/riscos_desastres_relacionados_aguae_book.pdf. Acesso em: 2 jul. 2020

SOUZA, K. G. S.; LOURENÇO, L. A evolução do conceito de risco à luz das ciências naturais e sociais. In: SOUZA, K. G. S.; LOURENÇO, L. Territorium. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015. p. 31-44.

VALENCIO, N. Desastre como barbárie: o avesso do habitar. Cadernos de Arquitetura e Urbanismo, v. 26, n. 38, p. 124-161, 2019.

VALENCIO, N.; VALENCIO, A. Crises conectadas: antecedentes e desdobramentos sociais de uma crise sanitária no Brasil. In: VALENCIO, N.; OLIVEIRA, C.M. COVID-19: Crises entremeadas no contexto de pandemia (antecedentes, cenários e recomendações). São Carlos: CPOI-UFSCar, 2020. p. 425-447. Disponível em: http://www.sibi.ufscar.br/arquivos/covid-19-crises-entremeadas-no-contexto-de-pandemia-antecedentes-cenarios-e-recomendacoes.pdf?fbclid=IwAR3CShlaa3WNOUoFiqllcY4ZQK5usV9_Gg_zjFPr-wIERIZLCeveMIf8-iM. Acesso em: 10 jul. 2020.

VARGAS, M. A. A construção social da moradia de risco. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 8, n. 1, p. 59-78, 2006.

VEYRET, I. Os riscos: o homem como agressor e vítima do meio ambiente. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2013.

Publicado

30-04-2021

Edição

Seção

Dossiê Temático: "Riscos e Desastres Socioambientais"

Como Citar

SIQUEIRA, Antenora Maria da Mata; DUTRA, Adriana Soares; MENDES, Juliana Thimóteo Nazareno; VALENCIO, Norma. Olhares cruzados sobre riscos e desastres. Revista Vértices, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 4–15, 2021. DOI: 10.19180/1809-2667.v23n12021p4-15. Disponível em: https://editoraessentia.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/16016.. Acesso em: 20 jun. 2024.